segunda-feira, 21 de maio de 2012

O DEPUTADO REI DA PINGA



Muito bem, muito bem, muito bem.



Estamos aqui no programa da noite recebendo o deputado federal pelo partido, qual o seu partido mesmo hein?


O meu partido é o coração partido.


Você está com o coração partido, porque, o que fez você partir o coração?


Eu perdi as “eleição” passada.


Se você perdeu as eleições passadas, porque você ainda é deputado?


É que eu tive um mandado de segurança pra manter o meu mandato, por isso ainda eu tô na câmara.


Ah, você tá câmara dos deputados, você é deputado federal?


O que você acha da nova lei que querem aprovar no congresso nacional pra proibir a venda de leite no Brasil?


Coitada das criancinhas, isso não pode acontecer no Brasil. As crianças tem que tomar o leite, mas tem que tirar a soda. Não pode por soda no leite.


Pelo que eu estou sabendo, o senhor é o autor dessa lei que pede pra proibir a venda de leite no Brasil.


É que tá precisando de vaca e a mãe do fulano de tal que tá lá, ela tá prenha. Então ela vai dar o leite e nós “vai” vender pro exterior.


O pessoal da produção tá dizendo que o senhor é do coração partido porque sua mulher te pôs um chifre, é verdade?


Um só não, já é uma porção de chifre.


Que história é essa, o senhor tem curso pra corno?


Eu não sou brega... Mas eu tenho curso pra corno nada sô! Tá pensando que eu sou o que, hein?


Agora, o senhor quer proibir a venda de leite pra proteger as vacas?


Eu gosto do desenho animado a vaca e o frango, por isso é que eu vou proteger as vacas e não vai ter mais leite no brasil.


Estão me avisando que tem um ouvinte na linha e ele quer fazer uma pergunta pro senhor.


Alô!


Alô! “Tamos” ouvindo seu programa. Seu programa é o maior massera. Cara!


Amigo, você quer fazer um pedido musical ou fazer uma pergunta pro deputado?


Ou, quero saber quanto ficou o jogo do Flamengo?


"Flamengo!!!!"


O senhor, ouvinte deseja fazer uma pergunta para o deputado?


Quero saber dessa história aí que ele falou que não vai mais poder vender leite no Brasil, ele podia criar uma lei pra dar pinga de graça pra nós.


Deputado, o senhor ouviu a pergunta aí do rapaz?


Já vai ser distribuído a pinga pra todo mundo e dado.


Deputado, o senhor gosta de uma caninha?


Cana é muito doce eu prefiro um trem mais amargo e forte.


Então o senhor gosta de jiló e guariroba ou então jurubeba. É isso?


Jurubeba é comigo mesmo.


Jurubeba leão do norte, aquela bebida forte. Deve ser não é?


Tem outro ouvinte na linha, alô!!!!


Eu gostaria de saber se o senhor não gostaria de fazer um programa?


Um programa sobre que tipo de assunto. Que tipo de programa que eu poderia fazer?


Uai, um programa. Já que o senhor está sozinho, não gostaria de fazer um programa pra desafogar o ganso?


Tô pensando que é um programa de rádio. Eu não saio com bicho não. Agora você vai...!


Muito bem, muito bem, muito bem nós vamos pro intervalo e voltamos daqui a pouco com o programa da noite.


Muito bem, muito bem, muito bem. Aqui no programa da noite voltando do intervalo vamos continuar a entrevista com o deputado do coração partido. O senhor é defensor do alcoolismo?


Eu sou contra o arco e contra a flecha, mas a pinga pode.


O senhor está dizendo que vai distribuir de graça, mas quem vai arcar com as despesas da distribuição de pinga de graça em todo o Brasil?


Isso vai sair do meu alambique. Eu mesmo vou distribuir a pinga.


Mas o seu alambique tem condições de distribuir milhões de litros de pinga pra todo o Brasil, do Oiapoque ao Chuí?


Eu vou usar o oceano atlântico pra fazer a pinga.


Deputado, eu gostaria que o senhor no final de nosso programa deixasse uma mensagem.


Quem furunfô, furunfô, quem não furunfô não furunfa mais. E é só isso e tenho dito.

Reações:

2 comentários: